‘Vandalismo deve ser punido’, diz FPA sobre depredação na Aprosoja

1 semana atrás 82 visualizações
LinkedIn

Em uma nota oficial divulgada nesta quinta-feira, 14, a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) informou que é contra qualquer ato de vandalismo.

A nota foi divulgada depois que o prédio que abriga a Aprosoja, a Abramilho e a Abrass, em Brasília, foi alvo de vandalismo.

“Instigar a animosidade social e/ou entre setores é o que menos precisamos neste momento em que o Brasil tenta resgatar seu crescimento, a geração de empregos e renda, combater a fome e a miséria, ampliadas em virtude da pandemia mundial”, diz a nota da FPA.

Ainda segundo a Frente, que é formada por senadores e deputados ligados ao agronegócio, “a agropecuária possui os melhores indicadores econômicos e sociais do país, apresentando a maior geração de novas vagas de trabalho dos últimos 10 anos”.

“A divisão do Brasil não ajuda no desenvolvimento de soluções e políticas que precisamos urgentemente construir, com vistas a um futuro melhor, com diálogo e segurança. Somos todos brasileiros. Queremos um só Brasil: com emprego e renda, sem fome!”, ressalta a nota assinada pelo presidente da FPA, o deputado federal Sérgio Souza (MDB-PR).

Comissão de Agricultura

A deputada Aline Sleutjes (PSL-PR), presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados, também se manifestou sobre o episódio nas redes sociais.

Amanheci com a triste notícia desse ataque bárbaro contra Aprosoja em Brasília.Enquanto o Agro trabalha a esquerda atrapalha, c suas bandeiras vermelhas, destruindo, pichando e prejudicando setores. Os “irresponsáveis” por este vandalismo devem ser punidos c todo rigor da Lei. pic.twitter.com/F6hhddD2Jp

— Deputada Federal Aline Sleutjes (@AlineSleutjes) October 14, 2021

Fonte: Canal Rural - Agricultura

Tags: brasil aprosoja nota fpa vandalismo

Leia a notícia inteira