Use Orgânico inaugura loja conceito e planeja novas unidades

1 semana atrás 14 visualizações
LinkedIn

Em um ano em que muitas empresas de cosméticos estrearam no ambiente virtual ou se viram obrigadas a aprimorarem seus procedimentos de vendas online em razão das barreiras enfrentadas com a chegada da Covid-19, o e-commerce Use Orgânico fez o movimento inverso. Criada em 2017, a plataforma multimarcas de produtos naturais, veganos e orgânicos inaugurou no final de 2020, na cidade de São Paulo, a sua primeira loja física.

Os pedidos por uma loja física cresceram com o passar dos anos. Foi uma estratégia ousada, mas se mostrou necessária e coerente com o momento de crescimento e consolidação da empresa”, afirma Helena Botelho, analista de marketing da marca. “O projeto foi desenvolvido antes da pandemia do coronavírus e foi pensado como um espaço de experiência e experimentação”, complementa.

Segundo ela, os cosméticos naturais ainda podem gerar muitas dúvidas, então a loja passa a funcionar como uma “vitrine” da categoria para as pessoas que ainda não a conhecem ou querem saber mais sobre suas características e benefícios. “Temos um espaço para maquiagem e testers de diferentes itens. Algumas das experiências tiveram de ser adaptadas para o momento de cuidado com a disseminação do vírus, mas enxergamos o ponto físico como esse espaço de maior contato e conhecimento entre os clientes e os produtos que oferecemos”.

Primeira loja física da marca

Primeira loja física da marca

O catálogo online da Use Orgânico conta com mais de 2 mil artigos de 60 marcas, incluindo itens de haircare, skincare, corpo e banho, maquiagem, gestante e bebê e aromaterapia, além de produtos para pets e cuidados com a casa. No endereço físico, as opções são reduzidas. “A curadoria é baseada nos itens mais vendidos do e-commerce”, explica Botelho.

Também há a possibilidade de comprar pelo site e retirar na loja e, segundo a analista de marketing, a proximidade do espaço – localizado na região central da cidade – com o estoque da marca permite que um item que não esteja à disposição na loja seja rapidamente providenciado para os clientes.

No endereço também foi implantado um programa de logística reversa. “As embalagens recebidas são separadas e destinadas à reciclagem de materiais pela coleta seletiva. Nosso intuito é incentivar o descarte correto e a conscientização do público a respeito das embalagens de produtos no pós-consumo”, afirma Botelho.

Apesar de ter sido aberta em um momento difícil e de incertezas para o comércio tradicional, a primeira loja da Use Orgânico não deve ser a única por muito tempo. “Já está no radar abrir outras unidades”, revela a analista de marketing.

O interesse por cosméticos naturais e orgânicos, que já vinha em uma crescente no Brasil, ganhou ainda mais força com a chegada da Covid-19. De acordo com um levantamento do site de buscas Guia55, a procura por esses produtos aumentou em mais de 100% em relação ao período pré-pandemia. Marcas que atuam nesse segmento também viram suas vendas em grande alta, como a Care Natural Beauty (com produtos comercializados pela Use Orgânico), que anunciou crescimento de 370% em 2020.

De acordo com José Youssef, sócio e diretor comercial da Use Orgânico, a expansão pode ter ainda mais novidades. “Montamos esse primeiro ponto como uma loja conceito, e com certeza está nos planos abrirmos outros. Além disso, estamos avaliando a possibilidade de trabalharmos com franquias”, ele declara.

Fonte: Brazil Beauty News

Tags: produtos loja espaço orgânico use

Leia a notícia inteira