Soja: chuva em Mato Grosso do Sul, Sudeste e Paraná marcam a semana

2 semanas atrás 39 visualizações
LinkedIn

Chuva persistente no Paraná – que levou a paralização temporária do plantio de soja – e parte do Sudeste, com destaque para o Espírito Santo, marcam essa semana. A umidade também pega o sul de Mato Grosso do Sul em cheio. Confira a previsão do tempo nas cinco regiões:

SUL

A formação de uma área de baixa pressão no Paraguai trouxe tempo carregado para a região Sul do Brasil. Por lá, a chuva intensa deve persistir ao menos até a próxima quarta-feira, 13. Nesse período, os maiores intervalos devem ocorrer no noroeste do Rio Grande do Sul, no oeste de Santa Catarina e oeste do Paraná. Nesse último, aliás, tem previsão de chuva forte também entre os dias 14 e 18, com acumulados que podem ultrapassar 80 mm no centro e oeste do estado. Apesar disso, a precipitação será de forma mais espaçada, intercalada com períodos de tempo mais firme.

SUDESTE

Choveu bastante na região Sudeste, principalmente no Espírito Santo, onde o acumulado entre o último sábado, 9, e a próxima quarta-feira, 13, deve chegar a 100 mm. Centro e sul de Minas Gerais, bem como Zona da Mata, devem experimentar cerca de 70 mm nesse período. Já ao longo desta semana e da próxima, entre 14 e 18 de outubro, novas áreas de instabilidade devem provocar chuva na região, com volumes que podem variar entre 60 mm e 70 mm no norte paulista e no centro e sul de Minas.

CENTRO-OESTE

O Sul de Mato Grosso do Sul é a área mais afetada pela chuva entre o último sábado, 9, e a próxima quarta-feira, 13, com acumulados que ultrapassam os 70 mm. Já nos demais estados da região, entre quinta-feira, 14, e a próxima segunda-feira, 18, há previsão de pancadas de chuva de 20 mm no centro e sul de Mato Grosso e 40 mm em Goiás. Entretanto, ainda é no sul de Mato Grosso do Sul que a chuva deve persistir, com acumulados de até 80 mm.

NORTE

Áreas de instabilidade bem comuns da primaveram mantém a chuva na região Norte do país, mas isolada na área oeste, entre Acre, Amazonas e Roraima. Tocantins, Pará e Amapá têm pouca chance de chuva até a próxima quarta-feira, 13. Já no período entre 14 e 18 de outubro, a umidade se espalha mais na região, mas com acumulado que não ultrapassa os 20 mm.

NORDESTE

Na região Nordeste, apenas Maranhão, Piauí e Ceará devem experimentar pancadas de chuva até a próxima quarta-feira, 13. No sul da Bahia, a precipitação é mais expressiva, com acumulados que variam de 30 mm a 50 mm. Já entre 14 e 18 de outubro, a chuva cai no oeste da Bahia, sul do Maranhão e Piauí, mas com baixíssimos acumulados.

Fonte: Canal Rural - Agricultura

Tags: região sul mato chuva próxima

Leia a notícia inteira