Setor fecha 1º semestre com crescimento de 4%, bem abaixo das expectativas, aponta Abihpec

2 meses atrás 153 visualizações
LinkedIn

O setor de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos teve um resultado muito abaixo das expectativas no primeiro semestre de 2021. De acordo com o Painel Dados de Mercado da Abihpec, houve alta de apenas 4% em vendas ex-factory, o que reflete os efeitos negativos da inflação ainda sem controle – que reduz o poder de compra dos cidadãos – e do cenário de instabilidade política.


Apesar do bom desempenho do setor no fechamento de 2020, o cenário de retomada da economia ao longo dos primeiros seis meses do ano se tornou preocupante, com o aumento de preços provocando redução no consumo. Em julho, a inflação geral avançou, atingindo o patamar de 8,99% no acumulado dos últimos 12 meses, enquanto a inflação do setor acumulou 5,7%, cerca de 40% abaixo da inflação geral.


"Estamos vivendo um momento em que a retração do consumo e os aumentos de custos se acumulam e trazem um impacto muito grande para o setor”, apontou o presidente-executivo da ABIHPEC, João Carlos Basilio. Ele mencionou fatores preocupantes, como insumos indexados em dólar, custos de produção, crise hídrica, risco de ruptura no abastecimento energético e falta de consenso acerca das reformas necessárias para a modernização do sistema tributário.


“O IPCA do setor atingiu em julho a marca de 5,7% no acumulado dos últimos 12 meses e, quando comparado ao IPCA geral, mostra a limitação do setor em repassar aumentos de custos aos preços. A performance do setor no primeiro semestre de 2021 sinaliza a intensificação da retração do consumo, comprometendo a capacidade produtiva. Nesse contexto, estamos apreensivos de que a falta de perspectivas de melhoria do cenário possa levar, em última instância, ao desemprego em nosso setor", afirmou.

Dada a conjuntura econômica atual, alguns segmentos e categorias de produtos vêm enfrentando dificuldades, a exemplo do segmento de cosméticos, que caiu 3,9% no primeiro semestre de 2021, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Os segmentos que tiveram boas performances e colaboraram para os resultados setoriais como um todo foram os de perfumaria, com crescimento de 13,3% ante o primeiro semestre de 2020 (em vendas ex-factory) e o de higiene pessoal, que avançou 9,4% em vendas ex-factory, com destaque para a categoria de sabonetes, que registrou alta de 16,4%. Em sabonetes líquidos, houve crescimento de 15%.

Clariant adquire 70% restantes da Beraca e assume controle total da companhia

Os valores da negociação não serão divulgados. A expectativa é que ela seja concluída no último trimestre de 2021

+

Live Edição Temática: Produtos Masculinos

Aline de Oliveira Lima, da Sarfam, abordará as tendências para a categoria no dia 26 de agosto, às 15h

+

Grupo Boticário busca parcerias para projetos socioambientais

ONGs, cooperativas, universidades, startups e outras organizações podem inscrever suas soluções até 24 de setembro

+

Fonte: Cosmetics Online

Tags: custos setor semestre primeiro inflação

Leia a notícia inteira