Sempre precoce, mas contemporâneo!

9 meses atrás 88 visualizações
LinkedIn

Fonte: Ed. 164 - Revista xclusive feed&food

“O Sindirações e o sistema Europeu FAMI-QS compartilham do mesmo programa privado que já firmou centenas de certificados que atestam a segurança, a qualidade e a conformidade regulatória de insumos especiais e suas misturas”

Já se passaram exatos dez anos, desde que o Sindirações cumpriu o compromisso firmado com a FAO/Animal Production and Health Division e com o Board da International Feed Industry Federation/IFIF, na generosa elaboração do guia originalmente batizado “Good Practices for the Feed Industry”, considerado o pioneiro mundial e fundamentado nos princípios do Code of Practice for Good Animal Feeding do Codex Alimentarius. A estruturação da obra prima abordava princípios e requisitos de ordem geral e considerava os riscos à saúde associados à alimentação animal, as boas práticas de fabricação, inclusive da ração consumida pelo próprio rebanho, e os métodos de amostragem e análise das matérias-primas e produtos acabados. Ranqueado como solução de primeira grandeza, avançou além das fronteiras, pois com o passar do tempo, o conteúdo inicialmente disponibilizado no idioma inglês, foi traduzido para o espanhol, francês, chinês e árabe, além da versão em língua portuguesa, preparada em seguida, pela entidade representativa da indústria brasileira de alimentação animal.

Tomando o horizonte presente, é flagrante reparar como o Brasil continua dividindo o protagonismo, fenômeno justificado pelo envolvimento direto de especialistas ligados ao Sindirações na elaboração da 2ª edição do Manual of Good Practices for the Feed Sector/IFIF FAO, publicada agora em novembro passado, e que constitui a versão atualizada daquela originalmente gerada em 2010.

Ainda em 2011, o Sindirações comprometido com a preservação ambiental, compartilhou com a comunidade global das estratégias para redução da excreção e das perdas de nutrientes em aves e suínos. Os resultados zootécnicos e econômicos apurados nos ensaios à campo justificavam sobremaneira a continuidade daquela inovação, e o esforço da equipe e colaboradores da entidade nacional permitiu provar a sustentabilidade consequente à prática da nutrição responsável. O mérito científico, contudo, se deu em 2016, quando as respectivas conclusões compuseram o estudo intitulado “Environmental impact of using specialty feed ingredients in swine and poultry production: A life cycle assessment”, publicado no renomado Journal of Animal Science. Leia mais…

Confira a matéria na íntegra, clique sobre a imagem.

Confira essa e outras notícias da edição nº 164 da Revista xclusive feed&food, clicando aqui.

Fonte: Sindirações

Tags: animal edição feed good sindirações

Leia a notícia inteira