Programa quer atender 50 mil produtores de milho os próximos cinco anos

6 dias atrás 37 visualizações
LinkedIn

Depois de beneficiar mais de mil famílias em Pernambuco, o Prospera, que é um projeto que capacita pequenos agricultores, agora avança para mais quatro estados: Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. A perspectiva é tornar esses estados autossuficientes na produção de milho. O anúncio foi feito hoje pela manhã pela Corteva Agriscience, que é mantenedora do programa.

A expectativa é que nos próximos 5 anos, 50 mil agricultores produtores possam ser impactados. Em entrevista ao Canal Rural, Roberto Hun, presidente da Corteva Agriscience para Brasil e Paraguai falou sobre a importância do projeto.

Programa quer tornar 5 estados do Nordeste autossuficientes na produção de milho

“Tendo parceiros que complementam a oferta, certamente vai tornar a iniciativa mais forte, podendo chegar a mais estados, impactando mais famílias e com isso, o desafio que nós termos de maior produção, custo de alimentos e não ter que importar milho de outros estados brasileiros para garantir a sustentabilidade da produção local”, disse.

Ele se referiu à entrada de novos parceiros,  como a norueguesa de fertilizantes Yara e a norte-americana Massey Ferguson, do grupo AGCO.

Os produtores que participaram do programa produziam uma média de 10 sacas por hectare e, após o programa, chegaram a uma média de 80 sacas por hectare.

O Secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke também falou ao Canal Rural e explicou a importância do milho para as demais cadeias produtivas. “O milho é um grão que é o início de várias cadeias produtivas, com ligação direta com a pecuária . No Nordeste, tem ligação com Caprinocultura e ovinocultura, levando mais parceiros para que se possa produzir mais, ganhar mais dinheiro e possa virar um círculo virtuoso”, disse.

Fonte: Canal Rural - Agricultura

Tags: milho produção estados programa parceiros

Leia a notícia inteira