Plano Safra: ‘Governo deve priorizar custeio para pequenos e médios produtores’

1 semana atrás 36 visualizações
LinkedIn

O Congresso Nacional cortou em 26% os recursos destinados à subvenção do crédito agrícola, seguro rural e apoio à comercialização. Dos R$ 10,3 bilhões previstos pelo governo federal, os parlamentares aprovaram apenas R$ 7,55 bilhões.

Ex-secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, o comentarista Benedito Rosa afirma que a medida vai exigir que o governo faça uma série de adequações nos planos, e ele lamenta a decisão do Congresso. “Em um momento como o que vivemos, deveríamos oferecer um volume maior de recursos. Mas o Brasil faz o contrário e diminui o nível de recursos”, diz.

O que está em jogo com o corte nos recursos de subvenção do Plano Safra? Plano Safra: Faesp levará demandas dos produtores ao governo federal

Para piorar, os cortes foram feitos em linhas essenciais, como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que não deveriam sofrer cortes, na opinião do comentarista.

“Cortaram exatamente onde se cria problema para o governo federal e onde o governo terá que fazer concessão para liberar, provavelmente, emendas. E o Congresso vai se apresentar como herói da agricultura”, diz.

Sem alternativas, Benedito Rosa recomenda ao Ministério da Agricultura tirar recursos das linhas de investimentos para atividades voltadas à exportação para atender os pequenos produtores. “Mantenham os custos para pequenos e médios produtos, que atendem o mercado interno principalmente, de forma a combater o desemprego e controlar a inflação”, diz.

Fonte: Canal Rural - Agricultura

Tags: congresso governo recursos agricultura diz

Leia a notícia inteira