Pela sétima vez, Oxiteno conquista o Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia e Inovação

9 meses atrás 105 visualizações
LinkedIn

Projeto sobre coalescente derivado de fontes 100% renováveis, que permite obter tintas zero VOC com alto desempenho e durabilidade, é premiado pelo Kurt Politzer de Tecnologia e Inovação na categoria Empresa

A Oxiteno, líder na produção de tensoativos e especialidades químicas nas Américas, acaba de conquistar, pela sétima vez, o Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia e Inovação, na categoria Empresa, com projeto para o segmento de coatings. A premiação virtual aconteceu no dia 4 de dezembro, durante o Encontro Anual da Indústria Química (ENAIQ), promovido pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim).

O projeto vencedor teve como tema: “Formulação de tintas arquitetônicas em conformidade com a Diretiva Europeia 2004/42/CE e Norma GS-11 do Green Seal, de baixo impacto ambiental, com alto desempenho e durabilidade, aumentando a vida útil do revestimento através da utilização de agente de formação de filme proveniente de fonte renovável”. Na ocasião, o produto em destaque é o ULTRAFILM® 5000, molécula de coalescente derivada de fontes 100% renováveis, a qual permite obter tintas zero VOC (compostos orgânicos voláteis) com alto desempenho e durabilidade.

O coalescente foi desenvolvido após cinco anos de extensa pesquisa envolvendo os especialistas dedicados ao mercado de coatings da Oxiteno, e tem o objetivo de atender às principais necessidades do mercado. A tecnologia auxilia os fabricantes de tintas diante do desafio de permitir que suas formulações estejam em conformidade com as regulamentações, sem perder em durabilidade e outras propriedades importantes ao longo da vida útil do produto, como cor, brilho e resistência à água.

De acordo com Silmar Barrios, Head de negócios globais para Coatings da Oxiteno, a redução de VOC nas formulações tem sido uma das diretrizes da Oxiteno no desenvolvimento de produtos para as mais diversas aplicações. O coalescente ULTRAFILM® 5000 faz parte destas novas soluções geradas pela companhia que apresentam atributos alinhados com diversas medidas de sustentabilidade, como APE-free (produtos isentos de alquilfenol etoxilado) e HSE friendly. Devido a sua alta compatibilidade, a solução assegura uma formação de película de tinta altamente eficiente. Desta forma, o resultado apresenta acabamento superior e maior resistência à água e lavabilidade, além de menor tendência a manchamento da cor (leaching) e ao acúmulo de sujeira (dirt pick-up), principalmente em tintas de aplicação ao exterior.

“Este prêmio reforça o compromisso da Oxiteno com a inovação e com a sustentabilidade. Em parceria com nossos clientes, temos como objetivo desenvolver soluções com alto nível de tecnologia, eficiência e com cada vez menos impactos às pessoas e ao meio ambiente”, afirma Silmar.

O projeto inscrito no Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia e Inovação foi apresentado pelos profissionais do segmento de Coatings da companhia: Fabrício Guilhermino Pereira, gerente de P&D; Fábio Rosa, gerente de assistência técnica; Rafael Caldato, pesquisador; Claudia Gabriela Cruz, engenheira de desenvolvimento; Raquel da Silva, pesquisadora; Natália Freitas, técnico de pesquisa; Irena Ramos, analista de field marketing; Marina Passarelli. pesquisadora; e Juliane Santos, especialista em P&D da Oxiteno e responsável pela pesquisa.

Além dos colaboradores da Oxiteno, o projeto contou a contribuição do Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano), do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), e do GP2 – Grupo de Prevenção da Poluição da Escola Politécnica da USP.

Fonte: Tintas & Vernizes

Tags: tecnologia inovação tintas projeto oxiteno

Leia a notícia inteira