NTS Encerra consulta ao mercado para chamada pública incremental

5 dias atrás 36 visualizações
LinkedIn

Ao todo, 19 empresas participaram do mapeamento de demanda por capacidade de transporte. Solicitações incluíram a construção de pontos de entrega e recebimento, além de novos dutos

A Nova Transportadora do Sudeste (NTS) encerrou em maio a fase de consulta pública para mapeamento da demanda por capacidade de transporte em sua malha. Ao todo, 19 empresas participaram do mapeamento de demanda. Nesta etapa, que deu início à primeira chamada pública incremental promovida pela transportadora, a NTS recebeu um total de 20 formulários, entre produtores, importadores, comercializadores, distribuidoras e consumidores industriais e térmicos de gás natural.

As solicitações incluíram a construção de pontos de recebimento e de entrega, além de novos dutos. As indicações de capacidade de transporte aconteceram nos três estados que contam com a presença da NTS: Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Por ser um processo confidencial, não é permitida a divulgação de informações sobre as empresas que participaram do mapeamento de demanda.

“A resposta do mercado à consulta pública foi extremamente positiva. Avaliando o mapeamento, poderemos entender melhor e, assim, atender da melhor maneira possível as necessidades dos carregadores, com expansões da malha e aumento de capacidade, reduzindo gargalos que possam surgir com a ampliação do atendimento a futuras demandas. O engajamento das empresas mostra que o mercado de gás está receptivo diante de novos cenários”, declarou o presidente da presidente da NTS, Wong Loon.

Próximos passos

Após esta etapa de consulta ao mercado, a NTS irá avaliar se as solicitações podem ser atendidas por sua atual malha ou se demandam ampliação da infraestrutura. Os próximos passos incluem a depuração dos formulários e execução de simulações termo-hidráulicas das capacidades solicitadas, que serão seguidos da elaboração de propostas de projeto de capacidade incremental.

Além desta ação, a NTS está elaborando outras duas chamadas públicas. A CP01 tem como objetivo ofertar a capacidade remanescente liberada pela Petrobras, atual carregador. Com conclusão prevista para dezembro deste ano, essa Chamada Pública representa um importante passo para a abertura do mercado, já movimentado pela recente aprovação pelo Congresso Nacional da Nova Lei do Gás. A CP01 será a primeira oportunidade para um novo carregador, além da Petrobras, contratar capacidade firme na malha da NTS.

Também em fase de elaboração, a CP02 tem como objetivo construir o GASIG, o gasoduto Itaboraí-Guapimirim, que desempenhará função estratégica no escoamento da futura produção de gás do pré-sal. Esta Chamada Pública dará oportunidade aos carregadores interessados em compartilhar a nova infraestrutura, de 11 quilômetros de extensão, que representa o primeiro novo duto de transporte construído em mais de uma década.

A abertura ao mercado das duas novas Chamadas Públicas da NTS poderá ser acompanhada pelo site da transportadora.

Fonte: Revista Oil & Gas Brasil

Tags: mercado capacidade pública mapeamento nts

Leia a notícia inteira