Milho: EUA atrasam plantio e Chicago sobe 2,53%

3 dias atrás 42 visualizações
LinkedIn

A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho fechou a sessão desta terça, 4, com preços acentuadamente mais altos. O mercado disparou em meio ao andamento do plantio nos Estados Unidos mais lento frente ao ano passado e ao quadro de clima adverso no Brasil, que impacta o desenvolvimento da safrinha de milho.

Segunda safra do milho apresenta piora e deve ter 27% de lavouras ruins, diz Deral Governo aplica medidas para estimular plantio de milho e aumentar oferta do grão

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou relatório sobre a evolução do plantio das lavouras de milho. Até 2 de maio, a área plantada estava estimada em 46%. O mercado esperava 44%. Em igual período do ano passado, o número era de 48%. A média para os últimos cinco anos é de 36%.

Os contratos de milho com entrega em julho/21 fecharam a US$ 6,96, alta de 17,25 centavos de dólar, ou 2,53%, em relação ao fechamento anterior. A posição setembro de 2021 fechou a sessão a US$ 6,10 por bushel, ganho de 18,50 centavos de dólar, ou 3,12%, em relação ao fechamento anterior.

Fonte: Canal Rural - Agricultura

Tags: milho plantio sessão passado lavouras

Leia a notícia inteira