Milho: dois híbridos com maior tolerância a estresse hídrico são lançados

2 semanas atrás 103 visualizações
LinkedIn

A Corteva Agriscience apresenta ao mercado brasileiro dois híbridos de milho que prometem, segundo a empresa, um novo patamar de produtividade. A tecnologia empregada nesses produtos da Pioneer já é utilizada nos Estados Unidos,

Segundo a companhia, os híbridos são o resultado do melhoramento genético alcançado por meio de rigorosos processos de análises, testes e de seleção de híbridos com maior tolerância ao estresse hídrico, capazes de combinar alto potencial produtivo com a eficiência na utilização da água.

“Em ambientes desafiadores, com condições de limitação de água, ajudam o produtor a minimizar o risco e a maximizar a produtividade e a segurança no plantio”, afirma Frederico Barreto, líder de Marketing de Sementes da Corteva Agriscience.

A cultura do milho vem experimentando sucessivos avanços tecnológicos ao longo do tempo. Desde o advento de tecnologias revolucionárias, como uso de hibridação no início do século passado, até a incorporação de biotecnologia, adotada nos últimos anos, o potencial genético da cultura aumentou drasticamente. “Os ganhos de produtividade observados nos últimos anos têm relação direta com o desenvolvimento de materiais cada vez mais produtivos”, diz a Corteva.

Milho: ‘Produtor deve aproveitar bons preços para investir na fertilidade do solo’ SC: perdas no milho podem chegar a 20% após ataque da cigarrinha

Híbridos de milho

O P3845VYHR apresenta performance superior quando comparado a outros produtos em condições de estresse hídrico e registrou produtividade 10% superior nestes ambientes, no período de enchimento de grãos, segundo a empresa.

Em condições climáticas normais, o híbrido também oferece produtividade superior em relação aos demais produtos, com 164,7 sacas por hectare na safrinha 2019 e 2020, em mais de 1.140 comparações.

Considerando os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, os resultados foram ainda mais elevados, com 171,0 sc/ha em média, em 580 comparações.

Já o híbrido P3808VYHR carrega as mesmas características e possui ainda tolerância às principais doenças, como o complexo de enfezamentos, que ocorre na safra e safrinha.

Para a Corteva, isso traz segurança ao produtor, alta estabilidade na produção de grãos, qualidade de colmo e de raiz, com alta eficiência na absorção de água do solo. “Com boa composição bromatológica da silagem, o produto permite a produção de uma silagem de alta qualidade para os animais. Os lançamentos Optimum AQUAmax stay green acentuado e tecnologia Bt, que confere proteção contra insetos e tolerância a herbicidas”, ressalta.

Fonte: Canal Rural - Agricultura

Tags: produtividade milho híbridos corteva tolerância

Leia a notícia inteira