Mais de 20 mil cestas básicas são doadas pela BASF na América do Sul

11 meses atrás 110 visualizações
LinkedIn

/ / Publicado em Atualidades, Destaque, Projeto

A América do Sul se tornou uma das regiões mais afetadas pela Covid-19 em todo o mundo. Para ajudar as pessoas em situação de vulnerabilidade nos locais em que atua na região, a BASF doou R$ 1 milhão em cestas básicas, o que totaliza cerca de 20 mil unidades que foram distribuídas no Brasil, Paraguai, Bolívia, Uruguai, Argentina, Chile, Colômbia, Peru e Equador. Para aumentar o impacto da iniciativa, a empresa realizou uma campanha, durante todo o mês de agosto, convidando colaboradores, clientes e fornecedores e a sociedade em geral para também doarem cestas básicas.

Há mais de 100 anos na América do Sul, a companhia tem aliado esforços para auxiliar o combate aos efeitos da pandemia na região. “Com o advento da Covid-19, a BASF tem contribuindo em diferentes frentes, apoiando seus colaboradores, clientes, parceiros e a sociedade. Acreditamos que a indústria química tem um papel essencial nesse momento de crise. O objetivo da campanha é conectar pessoas e instituições que possam juntar-se aos esforços da BASF”, comenta Cristiana Xavier de Brito, diretora de Relações Institucionais e Sustentabilidade da BASF para América do Sul.

As doações foram realizadas por meio de instituições sociais que receberam as cestas básicas e repassaram às famílias das comunidades que ainda não são beneficiadas por outras frentes públicas, como os Centros de Referência de Assistência Social, de forma a não ter sobreposição de ações. A BASF disponibilizou, a quem desejou doar, o contato com fornecedores, mercados e supermercados de suas localidades para a compra das cestas, estimulando os pequenos comércios.

Entre as instituições beneficiadas pelas adoções da BASF, em São Paulo/SP, está a CUFA (Central Única das Favelas), com a distribuição de cestas para mais de 250 comunidades, entre elas, Paraísopolis, Heliópolis e Vila Brasilândia.

Fonte: Tintas & Vernizes

Tags: basf américa sul cestas básicas

Leia a notícia inteira