Indicadores Cepea: boi e suínos

1 mês atrás 129 visualizações
LinkedIn

Por

Boi: valorização do milho diminui o poder de compra de pecuarista

O atual poder de compra de pecuaristas paulistas em relação ao milho é o pior desde junho de 2016. Segundo pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), nem mesmo as altas nas cotações do boi gordo ao longo de abril vêm ajudando a melhorar a relação de troca de arroba por um dos principais insumos de alimentação.

Isso porque as valorizações do milho têm sido ainda mais fortes. Pesquisadores ressaltam que esse cenário é observado justamente em um período em que pecuaristas intensificam o uso de grãos na alimentação animal, tendo em vista a entrada do período mais seco do ano.

Considerando os indicadores Cepea/B3 do boi gordo (Estado de São Paulo) e Esalq/BM&FBovespa do milho (Campinas – SP), enquanto no início de 2021 a venda de um quilo do boi gordo possibilitava a compra de 14,82 quilos de milho, neste mês de abril, o pecuarista consegue adquirir apenas 13,09 quilos do insumo.

Em abril do ano passado, a venda de um quilo de boi rendia 15,08 quilos de milho, ou seja, a relação de troca atual está 13,2% pior. Em junho de 2016, a venda de um quilo de boi possibilitava a compra de apenas 12,75 quilos de milho.

Demanda mantém preços do suíno em alta

Os preços do suíno vivo continuam em alta em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea. O movimento decorre do bom ritmo de embarques da proteína e da reação do consumo doméstico.

Na parcial de abril (até o dia 27), o suíno vivo registra média de R$ 7,03/kg na região de SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), com alta de 5,10% em relação à de março/21.

Esse movimento vem mantendo em recuperação o poder de compra do suinocultor paulista frente ao farelo de soja, importante insumo de alimentação, que, por sua vez, registra desvalorização.

Já com relação ao milho, pesquisadores do Cepea alertam que o cenário segue desfavorável ao suinocultor, tendo em vista que a alta dos preços do cereal é ainda mais intensa que o observada para o animal vivo.

Cepea

Fonte: Animal Business Brasil

Tags: milho relação compra cepea boi

Leia a notícia inteira