Exportações das carnes em abril de 2021

1 mês atrás 40 visualizações
LinkedIn

Por

Em comparação a março passado, os embarques das três carnes (bovina, suína e de frango) registraram ligeira retração. Mas isso só ocorreu porque abril foi um mês mais curto, com três dias úteis a menos do que março. Aliás, considerados os embarques médios diários, as três carnes registraram aumento em níveis superiores a 20%.

Em relação ao mesmo mês do ano passado, os percentuais de expansão podem não ser tão significativos, pelo menos para as carnes bovina e de frango. Mesmo assim continuam sendo expressivos. Tanto que resultaram em um aumento de, praticamente, 8% no volume de carne bovina e de mais de 13% no de carne de frango.

Já a carne suína continuou registrando um desempenho excepcional, visto que o volume embarcado no mês aumentou quase 40% em relação a abril de 2020.

O preço médio foi outro fato positivo. Pois, desta vez, as três carnes voltaram a registrar aumento. As carnes de frango e suína, de quase 2%, e a bovina, de 9%.

Como consequência do maior volume e do melhor preço, a receita cambial registrou uma forte evolução, aumentando perto de 20% em relação a abril de 2020. Em termos relativos, a maior expansão foi da carne suína (+ 41%), vindo a seguir a carne bovina (perto de 18% a mais) e, por fim, a carne de frango, com aumento de 15%.

Fonte: AviSite

Equipe SNA

Fonte: Animal Business Brasil

Tags: aumento carnes carne bovina frango

Leia a notícia inteira