Da praia para a praia: Grupo Boticário cria embalagens para protetor solar a partir de plástico recolhido das praias

1 semana atrás 55 visualizações
LinkedIn

Da praia para a praia: plástico recolhido no litoral paulista garante 100% de embalagens sustentáveis de novos produtos do Grupo Boticário. A parceria com cooperativas do litoral de São Paulo recolheu 265 toneladas de lixo plástico que serão utilizados para produzir milhões de embalagens para envasar protetores solares e outros itens de higiene e beleza.

Para tornar a indústria mais sustentável, o Grupo Boticário tem procurado alternativas para a produção de embalagens plásticas ecologicamente responsáveis. Com este intuito nasceu o projeto Seaside, uma frente da área de Pesquisa & Desenvolvimento da companhia. Ele tem o objetivo de utilizar resíduos plásticos que são descartados incorretamente nas praias evitando que entrem nos oceanos e transformando-os em novos produtos nas fábricas do Grupo Boticário.

Na primeira fase do projeto em parceria com a Globalpet, que compra o plástico de cooperativas de catadores do litoral de São Paulo, foram recolhidas 265 toneladas de plástico que vão ser processadas, transformadas em resina e darão origem a novas embalagens de protetores solares e outros itens do portfólio do Grupo Boticário.

Com foco em sustentabilidade, economia circular, redução do impacto ambiental e social, o Seaside, via Globalpet, também vai beneficiar 316 famílias de trabalhadores de cooperativas de sete cidades litorâneas paulistas (Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente).

A quantidade de 265 toneladas de plástico recolhido das praias por si só já é significativa, mas olhando para o futuro desse material, cada quilo de resina obtida do lixo coletado em material PET PCR, o tipo de plástico mais comum, pode render 35 frascos novos de 237 ml do protetor solar Australian Gold. O mesmo quilo de resina pode gerar 55 novos frascos de 125 ml.

“Este projeto se conecta com tudo que acreditamos no Grupo Boticário. Há mais de 30 anos temos a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, que recebe 1% da receita líquida anual da empresa e já conserva milhões de hectares de floresta original na Mata Atlântica e no Cerrado. O trabalho com a reciclagem é fundamental também para a preservação ambiental, com o qual aliamos a necessidade de limpeza das praias à ajuda a famílias e cooperativas que vivem dessa coleta. Todos saem ganhando”, conta Daniele Medeiros, Pesquisadora do Grupo Boticário responsável pelo projeto.

O Grupo Boticário também incentiva seus consumidores a darem um destino correto aos seus produtos e há mais de 10 anos mantém o “Boti Recicla”, uma iniciativa que mantém em todas as lojas do grupo uma área de coleta de embalagens vazias que também recebem destinação correta para a reciclagem.

(Fonte: Embanews, 12 de fevereiro de 2021)

Fonte: ABRE - Associação Brasileira de Embalagem

Tags: grupo embalagens plástico praia boticário

Leia a notícia inteira