CNA: redução de carga tributária traz competitividade ao agronegócio

2 semanas atrás 50 visualizações
LinkedIn

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) avaliou que o setor agropecuário terá mais competitividade com a prorrogação de diversos convênios que reduzem ou isentam o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para insumos e produtos rurais.

As decisões atendem a vários pedidos da CNA e estão no Convênio ICMS 178/2021, publicado na sexta, 8, no Diário Oficial da União. Desta forma, as medidas, que valeriam até o fim deste ano, tiveram prazo estendido até 30 de abril de 2024.

Proposta de alteração de ICMS dos combustíveis será votada na próxima semana, diz Lira Governo de São Paulo anuncia redução no ICMS sobre o suco de laranja

A prorrogação dos convênios foi aprovada pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que reúne os secretários de Fazenda dos 26 estados e do Distrito Federal.

Entre as prorrogações que beneficiam o setor, uma delas é o Convênio ICMS 52/1991, que reduz a base de cálculo do imposto nas operações com implementos agrícolas. Outro pedido atendido foi o Convênio ICMS 54/2021, que isenta as vendas de equipamentos de irrigação. A decisão do Confaz ainda traz benefícios fiscais para a comercialização de biodiesel.

“A CNA atuou junto ao conselho, solicitando a prorrogação deste convênio para que o setor agropecuário brasileiro continue a se beneficiar destes importantes instrumentos que reduzem a carga tributaria do setor, garantindo a competitividade frente aos concorrentes internacionais”, destacou o coordenador do Núcleo Econômico da CNA, Renato Conchon.

Fonte: Canal Rural - Agricultura

Tags: setor competitividade convênio icms cna

Leia a notícia inteira