Café: clima seco e bienalidade negativa apontam queda superior a 30%

1 mês atrás 88 visualizações
LinkedIn

A falta de chuva continua preocupando produtores de café no sul de Minas Gerais. Walyson Lopes Silva, que atua no município mineiro de Candeias, relata: “devido aos atrasos das chuvas, a florada foi mais tarde e estamos com muito grão verde nas lavouras. Neste período de estiagem tem muito sol, por isso creio que teremos problemas na granação.

O assistente técnico em café na Secretaria de Agricultura de Minas Gerais, Niwton Castro Moraes, relata que a estiagem foi além do previsto. “No segundo semestre de 2020, a estiagem foi além do normal e isso causou, junto com temperaturas altas, severos danos nos cafezais”, afirma.

A safra, que já era prevista para ser baixa por causa da bienalidade, sofreu ainda mais com o clima seco e, com isso, a qualidade do grão também é prejudicada.

Apesar dos desafios, os produtores rurais continuam trabalhando, mesmo durante a pandemia. “Desde o ano passado, o estado constituiu um comitê de Covid-19 e advertiu orientações para produtores, trabalhadores rurais e outros setores, como o de transporte coletivo, para adotar as medidas que pudessem prevenir ao máximo contra todos os riscos”, conta.

Fonte: Canal Rural - Agricultura

Tags: produtores grão clima café estiagem

Leia a notícia inteira