‘Brasil precisa transmitir credibilidade’, defende Daoud

2 semanas atrás 41 visualizações
LinkedIn

Nesta segunda-feira, a província de Liaoning, a maior do nordeste da China, alertou para o agravamento dos problemas de abastecimento de energia, apesar dos esforços governamentais para aumentar o suprimento de carvão e administrar o uso de eletricidade em meio a uma crise energética pós-pandemia que atinge diversos países.

Segundo a Reuters, é o segundo alerta mais elevado de blecaute, o quinto em duas semanas, avisando que o déficit de energia pode chegar a quase 5 gigawatts.

Na avaliação do colunista do Canal Rural Miguel Daoud o mundo está vivendo uma situação bastante preocupante. “Essa crise energética na China está paralisando a fabricação de quase todos os insumos. No caso do Brasil, isso impacta diretamente na distribuição de fertilizantes, peças de automóveis, semicondutores. A nossa indústria está paralisando, e isso acaba afetando a nossa capacidade de crescimento”, disse.

Ainda segundo Daoud, a crise do país asiático também tem implicações no processo de inflação. “Se você tem inflação, você precisa aumentar a taxa de juros. Se você aumenta a taxa de juros em uma economia que está se retraindo, você provoca o estado de estagflação, que é o pior dos mundos”, afirmou.

Diante do cenário, o analista acredita que há solução para o Brasil. “O país precisa criar um ambiente em que seja possível vislumbrar um ambiente positivo lá na frente. Mas essa é uma grande dificuldade do Brasil, trazer esse cenário para o presente. O Brasil precisa de credibilidade”, defendeu.

Fonte: Canal Rural - Agricultura

Tags: brasil crise daoud precisa paralisando

Leia a notícia inteira